• Flavio Oliveira

Humanidade, a síntese das relações

Somos seres sociáveis e por isso a convivência é um dos requisitos para que alguma relação se estabeleça, seja ela uma relação profissional, social, afetiva ou familiar.

Imagine você como uma árvore, para que ela cresça, fique forte, floresça e frutifique é necessário um bom solo, nutrientes, água e raízes profundas. Convido você a olhar para as raízes como uma metáfora das relações. Talvez nem seja tão metafórico assim, pois as árvores, além de se nutrir, também trocam informações e se comunicam pelas raízes.

Assim são as relações, para que possam proporcionar fluxo de vida e saúde precisam se aprofundar e estabelecer conexões.

Será que temos conseguido isso com nossas relações?

Como está nossa convivência com “os outros” e conosco?

No filme “O Náufrago”, o personagem representado pelo Tom Hanks transforma uma bola em um “amigo” (Wilson), tamanha era sua necessidade de se relacionar com “alguém” e não com “alguma coisa”.

Estaríamos em um caminho de objetificar as relações e humanizar os objetos?

Estamos sendo cada vez mais colocados à prova sobre nossa capacidade de lidar de maneira saudável, madura e humana em nossas relações.

Se estamos vivos e exercemos nossa individualidade certamente teremos questões com “os outros” em nossas relações, pois isso passará por um processo de comunicação, empatia e aceitação das necessidades de cada um.

Segundo Heigel “As relações são tese, antítese e síntese”. Se olharmos para a síntese como a intersecção de duas partes envolvidas em uma relação (tese e antítese), talvez a humanidade (o adjetivo) seja esse ponto de convergência entre dois mundos.

Portanto, para que haja verdadeiramente uma “Relação Humana” precisamos estar inteiros como indivíduos e disponíveis para aprofundar nossas raízes (relações). A construção dessa inteireza pode ser iniciada quando nos abrimos para estabelecer relações mais profundas e verdadeiras, lembrando sempre que “o outro” também precisa ter sua individualidade vista e respeitada.

Assim nossa “Árvore da Vida Humana” poderá seguir seu propósito de oferecer flores e frutos para o mundo.

Nossa proposta com a Escola Humana é explorar de maneira positiva esse potencial que temos para estabelecer conexões e transformar tudo isso em um ambiente fértil, saudável e pleno de realizações.

Seguimos conectados!


Flávio Oliveira

Especialista em Psicologia Transpessoal, Constelações Familiares e Organizacionais, Facilitador de Grupos de Autoconhecimento para Homens e Pais, Multiplicador da Ciência do Início da Vida e das 5 Leis Biológicas e e Professor da Escola Humana de Vida e Negócios.



E-mail: flaviodoflavio@gmail.com

Insta: @flaviooliveira.ti

WhatsApp: 19 97406-4106

Site: www.flaviooliveira.com.br