• Gabriela Evangelista

5 dicas para saber se sua empresa trabalha com propósito

Atualizado: Abr 1

Propósito. Essa palavra nunca foi tão falada como agora. Estamos vivendo um novo movimento onde pessoas e organizações já percebem que a sobrevivência está atrelada a adoção de posturas e comportamentos alinhados a uma economia mais humana, que consiga equilibrar viabilidade financeira com respeito ao meio ambiente e mais justiça social. O propósito surge então como um guia nesse novo caminho. Porém, aqui vamos além de textos conceituais ou definições etéreas. A nossa ideia de propósito está ligada a ação, a práticas concretas diárias, a movimento. Defendemos um propósito que esteja à serviço de atitudes.

A sua empresa tem um propósito claro e o utiliza para tomar decisões ? Ela está fazendo escolhas baseadas no seu propósito? Veja abaixo as perguntas em forma de dicas que separamos para você descobrir se efetivamente o propósito faz parte da vida e da rotina da sua empresa:


1) Você tem uma visão clara de quais são as forças da sua empresa?

Para fazer escolhas precisamos fazer uma análise minuciosa do contexto ao redor e lançar mão do nosso repertório. É o que chamamos de “Caminho das Escolhas Inteligentes”. Nesse caminho, é necessário fazer um mergulho profundo para emergir com noções claras dos talentos e pontos fortes da sua empresa, da paixão que motivou a sua fundação e dos recursos com que ela conta (materiais, humanos, de networking, financeiros, etc).


2) Sua empresa sabe fazer renúncias?

Ao fazer escolhas de forma consciente, precisamos ter clareza daquilo que será necessário renunciar, deixar de lado, abrir mão. É um processo de perdas para garantir os ganhos escolhidos e para garantir também a coerência necessária para ocupar o seu lugar no mercado de maneira autêntica e verdadeira.


3) Valores declarados ou vividos?

Quais são os princípios mais preciosos para sua empresa? O que é realmente importante neste momento para ela? Essa tarefa requer estudos, levantamentos e principalmente, sinceridade. E o mais importante: verificar se esses valores são “declarados” (aquilo que a empresa informa no seu site ou no quadro na parede da recepção) ou se eles fazem parte das rotinas e realmente norteiam as decisões diárias, desde as mais simples até as mais complexas. Ou seja, verificar se os valores são efetivamente “vividos” pela sua comunidade e percebidos pelos seus clientes e parceiros.


4) Do que exatamente o mundo sentiria falta se sua empresa não existisse?

A resposta a essa pergunta é a pedra fundamental para a busca do propósito da organização. Ela vai trazer a forte noção de qual é a dor do mundo que ela ajuda a sanar e com esse conceito muito claramente exposto, a motivação é renovada e o alinhamento entre comportamentos e percepção de valor acontece efetivamente.


5) Já pensou no seu legado?

Por fim, o estímulo e a prática da “a visão além do alcance”, uma visão do futuro sobre como a organização quer ser lembrada. Qual o impacto nas próximas gerações que ela escolhe deixar? Qual o legado para fazer a diferença no mundo?



Com as respostas a essas perguntas em forma de dicas, você já tem um pequeno diagnóstico sobre o papel que o propósito ocupa na sua organização. Seja qual for o seu estágio, é inegável a importância que o papel do líder assume nessa jornada. Por isso, acreditamos na capacitação desses novos líderes para fomentar a transformação que desejamos. E para ajudar nessa tarefa, preparamos o e-book O Líder Evolutivo com insights importantes sobre a atuação desses profissionais para manter o alinhamento com a nova realidade. Clique aqui e baixe gratuitamente.


Conheça também o curso da Escola Humana de Vida e Negócios : Introdução à Liderança Evolutiva que traz conceitos e ferramentas práticas para você aplicar em você e nas suas equipes.